O Projeto Territórios CApianos apresenta:

SEIS MESES DEPOIS: REFLEXÕES SOBRE A INTERVENÇÃO FEDERAL NA SEGURANÇA PÚBLICA DO RIO DE JANEIRO
O CAp/UFRJ como um espaço permanente de reflexão e construção da cidadania

Mesa Redonda com:

  • Maria Isabel Macdowell Couto – ISER-RJ
  • Mauro Fliess – Coronel da PMERJ
  • Carlos Frederico Souza Coelho – ECEME-Brasil
  • João Felipe Pereira Brito – Observatório de Favelas

Mediação: João Paulo Cabrera – CAp UFRJ

Data: 18 de agosto de 2018 (sábado), de 09:00h às 13:00h
Local: Teatro do Colégio de Aplicação da UFRJ
Rua J. J. Seabra s/nº, Lagoa – Rio de Janeiro

ORGANIZAÇÃO: SETOR CURRICULAR DE GEOGRAFIA DO CAp/UFRJ

Apoio: NEQUAT-IGEO/UFRJ

O PROJETO TERRITÓRIOS E O ESPÍRITO CAPIANO

O Territórios CApianos é um projeto institucional desenvolvido pelo Setor Curricular de Geografia que busca contribuir para que o Colégio de Aplicação da UFRJ seja um espaço de diálogo e interação interdisciplinar educativo, cultural e científico com outros setores da sociedade. Com mesas redondas a cada semestre letivo, o projeto pretende fomentar, continuamente, a reflexão e a construção de uma visão crítica sobre a cidadania nos estudantes, professores e demais profissionais ligados ao Ensino Médio e Fundamental do CAp e de outras escolas públicas e privadas do estado do Rio de Janeiro.

O sexto Territórios CApianos propõe uma reflexão sobre o contexto de múltiplas crises que envolvem o Brasil contemporâneo, sobretudo em relação aos elementos socioeconômicos e político-espaciais da metrópole fluminense. Após seis meses, a intervenção federal na área de segurança pública do estado do Rio de Janeiro merece uma profunda ponderação sobre suas contradições, avanços e permanências. Cabe problematizar com a comunidade escolar as percepções do Estado e da sociedade acerca das questões que envolvem à temática.

PROGRAMA DA MESA-REDONDA

08:30h às 09:00h – Credenciamento

9:00h – Abertura

09:10h às 09:40h – Maria Isabel MacDowell Couto é doutora em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2016), com a tese “UPP e UPP Social: narrativas sobre integração na cidade”. Atuou em instituições como a FGV, a Prefeitura do Rio de Janeiro em parceria com a ONU-Habitat e o ISER.

09:40h às 10:10h – Mauro Fliess é Coronel e comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

10:10h às 10:40h – Carlos Frederico Souza Coelho possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e doutorado em Ciência Política pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos – IESP/UERJ (2014). Atualmente é Assessor de Relações Institucionais do Unilasalle-RJ. Diretor Executivo da Associação Internacional de Universidades La Salle. Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Militares do Instituto Meira Mattos/ECEME e da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10:40h às 11:10h – João Felipe Pereira Brito é carioca, de Bangu, e bacharel em Ciências Sociais pela UFRJ. É mestre em Sociologia e Antropologia e doutor em Sociologia pelo PPGSA-UFRJ. Fez intercâmbio doutoral em Sociologia no Instituto Universitário de Lisboa IUL-ISCTE e extensão em Gestão de Políticas Socioambientais pela PUC-Rio. Pesquisa temas de Sociologia Urbana e Antropologia das Cidades. Atualmente, é pesquisador e colaborador da área de Direito à Vida e Segurança Pública do Observatório de Favelas.

11:00h às 13:00h – Debates e encerramento.

Mediação: João Paulo Leite Cabrera Pereira da Rosa é formado em Ciências Sociais pela UFRJ (2009) e mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2016). É docente de Sociologia do Colégio de Aplicação da UFRJ e da Rede Estadual de Educação do Rio de Janeiro.
Maiores informações: territorioscapianos@gmail.com

Folder de Divulgação

Tags: #Intervenção Federal, #Segurança Pública, #Rio de Janeiro, #RJ, #Reflexões, #CAp UFRJ, #NEQUAT, #UFRJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *